No próximo dia 13 (sexta-feira), vamos realizar o nosso exercício anual de evacuação da escola, no cumprimento do plano de segurança.

Trata-se de uma atividade OBRIGATÓRIA. Independentemente da obrigatoriedade legal, é importante que este exercício corra da melhor forma porque a nossa comunidade tem de estar preparada para fazer face a contingências e riscos que podem efetivamente acontecer.

Porquê o dia 13?

Este é o “Dia Internacional para a Redução de Catástrofes”, em que a ANPC promove a iniciativa “A TERRA TREME” através da qual pretende alertar e sensibilizar a população sobre como agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo.

Vamos realizar no mesmo dia estas duas atividades para minimizar o impacto no normal decurso das atividades letivas.

O que vamos fazer?

Às 10:13, vai ser emitida uma música em toda a escola, com a duração de um minuto. Durante esse minuto, todos devem adotar o procedimento de “baixar, proteger e aguardar” – três gestos que podem salvar vidas.

Assim, todos devem colocar-se debaixo de uma mesa ou de uma carteira, proteger a cabeça e aguardar um minuto nesta posição.

Ao fim de um minuto, vai ser emitido o sinal (campainha e sirenes) para o início do exercício de evacuação da escola.

Todos os membros da comunidade escolar devem dirigir-se para os pontos de reunião previstos no plano de segurança, consoante o local onde estiveram naquele momento, respeitando as regras de evacuação:

-O delegado de turma inicia a fila. Os restantes alunos colocam-se ordeiramente em fila e começam a sair da sala em passo rápido, mas sem correr. Este aspeto é importante porque o tempo que demorarmos a fazer a evacuação conta para a avaliação da atividade. Os alunos não podem levar consigo mochilas ou outro material. Todos devem respeitar os percursos de evacuação previstos no plano de segurança da escola.

-O professor encerra a fila depois de verificar que não fica ninguém para trás e que as janelas estão fechadas. A porta deve ser batida, mas não trancada ou fechada à chave.

-Chegados ao ponto de reunião, os alunos de cada turma têm de ficar junto do professor o qual tem de verificar se todos estão no local. É importante que os alunos não andem a correr ou a brincar. Devem ficar juntos de forma ordeira.

-O final do exercício será assinalado com um toque de campainhas e de sirenes. Emitido este sinal, todos devem dirigir-se de forma ordeira para as salas de aula. As aulas começarão 10 minutos depois deste toque.

É importante que os alunos vejam previamente em que sala vão estar e estudem as plantas do plano de segurança da escola que estão afixadas. Nos dez minutos anteriores (a partir das 10:00) ao exercício, os professores vão lembrar à turma as regras a cumprir, o percurso a realizar e qual o ponto de reunião, apelando à seriedade na realização do exercício.

Para saber +:

A TERRA TREME

Para conhecer o Plano de Segurança da Escola:

PLANO DE SEGURANÇA EIDH